Translate

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Levando a bicicleta para dar uma voltinha de O.Heinze


A rua da minha vida / por O.Heinze

Debruçado na janela da minha vida
fico lembrando minha rua preferida
e nela me vejo tão criança
repleto de terna esperança
e me assisto sorrindo e correndo
ou parado, chorando e sofrendo.
Brincando, pulando, gritando
ou escondido, quieto e sussurrando.
Até leio o pensamento do eu pequenino
de que quando for grande
será rico, famoso e importante
e se imaginando parece até me ver
adulto ali na janela do futuro.
Então digo para seu ser
que da maneira como é puro
já é rico, famoso e importante,
nem precisa esperar crescer,
eu é que preciso ser pequeno o bastante
para novamente minha criança merecer.

2 comentários:

Corina Sandri disse...

Que poesia mais linda..que sonho..
perfeita na sua realidade.
que vontade de voltar e começar tudo de novo.
até voltei na minha rua de infancia por um instante..
Não adianta poeta é poeta..
FANTASTICA!!!
bju

Osvaldo Heinze disse...

E é aí nessa lembrança apenas, que uma intensa vida ainda vive grandemente e magicamente!
Obrigado pelas palavras, Cor!
Bj