Translate

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Xis da questão / por O.Heinze

Bem que eu quereria
que o mar só fosse calmaria
com vagas azuis, verde esmeralda
mas qual, oh doce calda
sinto que tudo é quimeras.
Os ares não são só da brisa
estamos entre anjos e feras!
E eis que a sorte agoniza:
jardins não são só primavera
e os sonhos... Utopia?
Não posso crer no dia
que cores não aconteçam;
os pássaros emudeçam;
os olhos não mereçam
um sorriso gratuito?!
Não adianta lutar muito
guerrear não faz se salvar
apenas ferir mais a tudo
fazendo bem grave, agudo
o sofrer a se rasgar.
Nos estertores da morte
quem sente mais dor?
A formiga ou o elefante?
O homem ou a mulher?
O feio ou o galante?
E quem seria mais importante
para o equilíbrio do mundo?
O rico ou o moribundo?
O caos ou a paz?
Infelizmente acho
que o mundo se perdeu
se tornou um capacho
do capricho meu e teu!

Santo André, 24/05/2017.

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Miniatura de piano que montei:








Eu ganhei essa miniatura de minha filha (de coração) Grace, lá dos E.U.A, quando ela esteve aqui em visita.


domingo, 2 de abril de 2017

Com todo o meu amor / por O.Heinze





Planta Amor-agarradinho
Foto de O.Heinze










Quero muito homenagear
a singela flor a se doar;
subindo da terra, desconhecida,
em forma de energia de vida,
à ponteira da rama balançante,
transformar-se em um botão galante;
a abrir-se ao céu em flor,
feito o mais doce anjo do amor;
e do alto da sua leveza libertada,
se apiedar da nossa pesada caminhada;
caindo em pétalas para o chão forrar,
formando um tapete macio de se pisar;
deixando de si apenas lembranças:
sua formosura; vida pura;
fragrância de fazer esperança.

sábado, 18 de março de 2017

Uma das minhas namoradas / por O.Heinze

Ao lado da entrada da escola
ela me esperava plantada
junto a um jardim bem cuidado
num dia de sol escancarado.

Ao nos olharmos de longe
nem sei quem sorria mais
se ela na sua resplandecência
ou eu na minha eterna carência.

Acho que fui ansioso demais
pois a arranquei dali depressa
levando-a ao peito, à avessa
tudo acontecia anormal
eu sentia que lhe roubava.
Coloquei-a em meu carro
mas ela mal suspirava.

Ela não era perfumada
mas tinha um cheiro de amor
a pele aveludada, amarelada
nem oriental, nem nada
apenas uma rama encantada
de Allamanda em flor.