Translate

sexta-feira, 14 de março de 2014

Universo inverso

Fico imaginando se acaso
o universo cansado de viver
resolvesse desistir de si
e fosse se desfazendo...

Primeiramente apagando
o céu por detrás do sol,
depois apagando o sol
por detrás do mar
e aí o mar, as gaivotas,
o chão, o ar e o tempo;
deixando no vazio somente eu...

Então, havendo mais nada fora,
eu buscaria dentro de mim
no meu universo,
aquilo que possuísse por lá
para viver...

Um comentário:

Clau Assi Poesias disse...

Que linda publicação,Poeta!

Parabéns!!

Beijo ternurento

Clau Assi