Translate

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Panos de prato

Fiéis panos de prato
vivem entre secos e molhados
ora estão leves, ora pesados
ouvindo verdades ou boatos.

Vão secando copos, panelas
mãos novas recém casadas
mãos maduras já cansadas
lágrimas de anciãs ou donzelas.

Vez é levado ao peito
na hora da surpresa
ou arremessado à mesa
na pressa de um feito.

Permanente companheiro
da cozinha ou da copa
do varal quando ensopa
da distração no sonho ligeiro...

Um comentário:

Clau Assi Poesias disse...

Vim buscar um pouco de poesia...absorver os ares neste cantinho que me faz tão bem.

Beijo ternurento