Translate

quarta-feira, 26 de junho de 2013

2ª edição do Festival de Cultura e Arte do Grande ABC.



Lona Central para exposições,
teatro e dança.












Concha acústica para shows
no Pq Central - Santo André
Flores de Marte
e mais atrás Cardume Amarelo


 Fábrica de Borboletas





















Fábrica de Borboletas / por O.Heinze

Desde todo o sempre
eu cuido de todas elas,
as mariposas e borboletas,
umas sóbrias, outras belas,
umas gigantes, outras singelas.
Umas eu faço gostar da noite,
outras eu faço amar ao sol.
E entre o dia e a noite
existe uma única passagem
por onde elas nascem e morrem,
surgem da noite para o dia,
somem do dia para a noite.
Mas jamais param de brilhar
nos sonhos das tantas crianças
de todas as idades de vida.
A Fábrica de Borboletas segue
sem parar um só segundo
pois se parasse para este mundo
o globo não rodaria mais,
não voaria  jamais...

Sou a alma da fábrica,
apenas elas me enxergam.
Faço música de encantamento,
para dançarem no acasalamento.
Ajudo seus ventres conta-gotas
depositarem mais exemplares.
Visto as lagartas com casulos.
Sopro e desamarroto suas asas,
recém saídas da metamorfose.
Mas também lavo delas a cor
ao findar da experiência aqui.
Consigo todas as folhas, sabores,
luzes, perfumes e flores,
só para fazê-las felizes.
E felizes teus olhos, pessoa,
tu pessoa que insiste
dizer não haver alma boa
e que teu dia é só triste.


2 comentários:

Clau Assi Poesias disse...

Passando pra deixar meu abraço...saborear teus escritos e começar a semana com o que há de melhor.

Beijo ternurento

Clau Assi

Osvaldo Heinze disse...

Obrigado Clau!!! Bjs!!!