Translate

domingo, 24 de julho de 2011

Foto que fiz do parque onde caminho e corro.



wwwdeus@combr / por O.Heinze

Nós seres humanos
apesar dos muitos idiomas
e tantos dialetos usuais
não nos entendemos.
E Deus? Será que nos entende?
Não sei! Mas certamente
ele decifra o cantar do rio;
a comunicação silenciosa da flor;
a sensação de dor no animal;
o assovio do vendaval;
o farfalhar alegre das folhas;
o grito rouco das ondas;
a vociferação do vulcão.
E a nós, será que Ele decifra?
Pelos assovios de balas perdidas?
Pelo silêncio da radiação atômica?
Pela corrupção que promove a dor?
Pelas igrejas com entendimentos opostos?
Pela nossa satisfação nos vícios?
Pelo cantar que não cantamos?
Pela coisa que gritamos ser amor?...

3 comentários:

aikatherine disse...

Encontré su página por casualidad. Tan pronto como puse en mi letra del alfabeto. Me gusta leer poemas y hasta un poco que estoy tratando de escribir, yo sólo soy un estudiante .. He leído varios de ellos, y parecía que cada runossasi tiene un profundo conocimiento del alma y el espíritu. Vuela como una mariposa de su alma, gracias por compartir sus pensamientos tan bien .. Sinceramente aikatherine Finlandia

Osvaldo Heinze disse...

Olin liikuttunut hänen sanoistaan​​. Itse imarreltu liikaa. Kiitos käynnistä ja tulkaa pian takaisin, se on ilo saada teidät tänne.

Espero ter escrito de maneira que você possa entender.

aikatherine disse...

Eu amo a poesia de cada talão posso encontrar um depósito para o coração. Obrigado por visitar o meu site, talvez você pensou que eu fiz bem hoje, o texto, que nasceu depois de ler um livro por Zahir do Paulo Coelho .. título pesquisadores. Ele escreve no livro, para que eu entendo só o amor, é importante ..