Translate

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Dois pássaros

Ao findar das madrugadas
éramos só eu e um pássaro
e somente ele falava
rompendo nossa solidão.

Ele nem sabia de mim
que estava por perto
ouvindo seus conselhos
e eu então, jamais o vi
para através do olhar
agradecer-lhe a presença.

Após anos seguidos
ouvi sua história cantada
mas seu piar se fez ido
agora, somente nós madrugada...

Um comentário:

San_flower disse...

Oswaldo,
Você perseverou e creio ter encontrado teu caminho. Teu Blog fala de muitas satisfação com os ofícios, também sou ariana do dia 10/04, e como Astrpologa, possa te afirmar que nosso idealismo é que nos mantém vivos, que nossa fonte mais "inocente e pura" de ser é que nos faz acreditar e seguir, nem sempre um rumo em linha reta, mas a gente está sempre começando algo.
Adorei tuas esculturas, você as vende, expõe? As fotos é de uma sensibilidade incrível e as telas de um ar inovador, me passa o desejo de fazer diferente.
Meus parabéns!
Beijos
San