Translate

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Céu e margaridas / por O.Heinze

À minha frente o céu azulado
e um mar de margaridas
e também atrás, dos lados...

Nem sei o que seria maior:
o céu ou o campo florido
que se perdem no horizonte?...

Para tentar sentir
deito-me entre as flores
e o céu fica infinito sobre mim
e as margaridas em toda volta
do tamanho da primavera...

Então descubro que o maior
dentre o campo de flores
e o céu azulado
é o espírito da poesia...

Um comentário:

lucia costa disse...

Este poema denota que a imensurável visão de um verdadeiro poeta, só enxerga uma única dimensão: o INFINITO!
PARABÉNS, meu querido amigo!
Cheiro!